Teses e Dissertações


A mediação pedagógica da professora: o erro na sala de aula

Tese
Autor: Regina Aparecida Marques de Souza
Orientador: Sérgio Antonio da Silva Leite
Data da Defesa: 21/02/2006
Resumo não disponível

Palavras-chave: não especificado


MITOS GREGOS NA LITERATURA INFANTIL: QUE OLIMPO É ESSE?

Dissertação
Autor: Maria das Dores Soares Maziero
Orientador: Norma Sandra de Almeida Ferreira
Data da Defesa: 21/02/2006
Resumo: Os mitos gregos, pertencentes ao universo dos textos ditos clássicos ou canônicos, têm estado presentes na literatura infantil brasileira através de adaptações diversas, desde o início do século XX. O presente trabalho investiga a presença dos mitos gregos na literatura para crianças no Brasil, especialmente no período de 1990 a 2004, através de pesquisa nos catálogos de quatro editoras voltadas para o público escolar. Procura, também, analisar as estratégias utilizadas por editores, autores e adaptadores para manter atualizado o interesse do leitor infantil pelos heróis e deuses gregos. Para tanto, o foco principal foi a análise de duas adaptações da Odisséia para o público infantil, publicadas por editoras diferentes, tomando-se como referencial teórico R. Chartier e M. Foucault.

Palavras-chave: não especificado


UM ESTUDO DAS CAPAS DA REVISTA NOVA ESCOLA: 1986-2004

Dissertação
Autor: Fernanda Romanezzi da Silveira
Orientador: Norma Sandra de Almeida Ferreira
Data da Defesa: 17/02/2006
Resumo não disponível

Palavras-chave: não especificado


CIRCUITO DO LIVRO ESCOLAR : ELEMENTOS PARA A COMPREENSÃO DE SEU FUNCIONAMENTO NO CONTEXTO ESCOLAR AMAZONENSE 1852-1910

Tese
Autor: Carlos Humberto Alves Correa
Orientador: Lilian Lopes Martin da Silva
Data da Defesa: 09/01/2006
Resumo: Este trabalho incide sobre a história dos livros escolares tomando como objeto de análise o funcionamento do circuito que foi organizado em torno deles ao longo da segunda metade do século XIX e primeira metade do século XX no contexto escolar amazonense. Nos últimos anos tem crescido o número de estudos que tomam a história do livro e das edições didáticas como objeto de investigação. O campo da história da educação tem sido um campo especialmente fértil para o desenvolvimento dessa produção, uma vez que novos interesses e interrogações passaram a orientar o trabalho dos pesquisadores em relação a esse gênero de livro. É no interior deste contexto de produção que este trabalho se inscreve. Para o seu desenvolvimento priorizou-se o modelo de análise proposto por Robert Darnton (1990) ao examinar o circuito de comunicação percorrido pelos livros nas diferentes fases que marcam sua existência: produção, difusão e consumo. Operando com um conjunto diversificado de fontes, o trabalho evidenciou algumas facetas do circuito do livro escolar no Amazonas colocando em cena aspectos até então pouco conhecidos, tais como: os sujeitos, as práticas e os dispositivos que estiveram envolvidos na dinâmica de funcionamento deste circuito.

Palavras-chave: não especificado


Memórias de leitura: A constituição do leitor escolar

Dissertação
Autor: Lilian Montibeller Silva
Orientador: Sérgio Antonio da Silva Leite
Data da Defesa: 20/12/2005
Resumo não disponível

Palavras-chave: não especificado


OS PROFESSORES LEITORES DOS LIVROS DE AUTO-AJUDA PARA CRIANÇAS

Dissertação
Autor: Melissa Cristina Correa Asbahr
Orientador: Norma Sandra de Almeida Ferreira
Data da Defesa: 28/02/2005
Resumo: Partindo da identificação dos livros de auto-ajuda para crianças junto ao mercado editorial (ASBAHR, 2001), nesta dissertação, financiada pela FAPESP, centramo-nos no estudo dos leitores desses livros.

Palavras-chave: não especificado


ENTRE CAIXAS DE PANDORA, CANASTRAS DE EMÍLIA E BOLSAS AMARELAS: MEMÓRIAS DE LEITURA

Dissertação
Autor: Luciana Fernandes Ribeiro
Orientador: Norma Sandra de Almeida Ferreira
Data da Defesa: 30/08/2004
Resumo: O trabalho em questão procura investigar pistas sobre a experiência de leitura vivida por crianças de quarta-série do Ensino Fundamental I, tomando como fonte de pesquisa o relato de suas memórias. Estas tiveram como "suporte" caixas individuais onde cada criança depositou objetos, brinquedos, roupas, textos e livros que revelavam suas histórias e que foram explicitadas em apresentações também individuais no ambiente escolar. O foco de pesquisa se direciona para os momentos desses relatos ( registrados em vídeo) em que aparecem os livros e os comentários sobre leitura, assim como a menção aos outros sujeitos que participaram desses percursos das crianças leitoras. Para o exercício de análise dessas fontes toma-se como referencial teórico a perspectiva histórico-cultural, destacando os seguintes autores : Chartier, Vygotisky, George Duby, Michel de Certeau

Palavras-chave: não especificado


O TEXTO ARGUMENTATIVO POR CRIANÇAS DA QUARTA SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL

Dissertação
Autor: Ana Marisa de Campos Vallim Correa
Orientador: Sérgio Antonio da Silva Leite
Data da Defesa: 17/02/2004
Resumo: Esta pesquisa investigou o desenvolvimento do texto argumentativo escrito de crianças da 4' série de uma escola pública, a partir de condições pedagógicas favoráveis no ambiente de sala de aula. O estudo justifica-se devido à escassez, em nosso meio, de trabalhos lingüísticos na área voltados às crianças das séries iniciais do Ensino Fundamental. Tal pesquisa insere-se num contexto de ensino do texto na Língua Portuguesa que valorize a dimensão discursiva e pragmática da língua escrita, ou seja, que considere os usos sociais - orais e escritos - da língua escrita na sociedade. O grupo de sujeitos produziu textos argumentativos em três momentos distintos de produção. Após a primeira produção escrita, os sujeitos foram submetidos a vinte sessões de lh30m cada, nas quais foram proporcionadas condições pedagógicas favoráveis à emergência do texto argumentativo com base em pesquisas anteriores. A análise dos resultados mostrou que as sessões de atividades pedagógicas proporcionaram um progresso significativo nos textos argumentativos das segunda e terceira produções escritas, com ênfase na justificação e em alguns recursos de negociação. Tais resultados confirmam estudos anteriores de que a produção textual está intrinsecamente relacionada com as condições pedagógicas oferecidas em sala de aula.

Palavras-chave: não especificado


ENTRE LOUÇAS, PIANOS, LIVROS E IMPRESSOS : A CASA LIVRO AZUL: 1876-1958

Dissertação
Autor: Maria Lygia Cardoso Kopke Santos
Orientador: Norma Sandra de Almeida Ferreira
Ano da Defesa: 2004
Resumo: A partir do estudo das propagandas publicadas pela CASA DO LIVRO AZUL nos principais jornais de Campinas, da leitura dos Memoriais Comemorativos de Aniversário publicados por seus proprietários e de depoimentos de antigos freqüentadores e descendentes, procura-se analisar como esta loja anunciava seus produtos e mercadorias para uma sociedade que se iniciava no mundo escriturístico e ainda estava pouco familiarizada com uma tipografia, papelaria e livraria locais. Busca-se também, observar com a escrita e seus suportes vão se diversificando e penetrando numa sociedade que se moderniza e profissionaliza e como os anúncios podem ser indicadores de uma construção e permanência de uma certa consciência tipográfica de uma comunidade de consumidores que parece Ter desaparecido para nós, quando os materiais tornam-se objetos familiares, espalhados pelo nosso cotidiano doméstico e profissional, prontamente e de maneira fácil, adquiridos em qualquer canto da cidade.

Palavras-chave: não especificado


LIVROS PARADIDÁTICOS DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA CRIANÇAS

Dissertação
Autor: Elizabete Amorim de Almeida Melo
Orientador: Norma Sandra de Almeida Ferreira
Ano da Defesa: 2004
Resumo: Os livros paradidáticos têm se constituído como uma produção bastante rendosa no mercado editorial nos últimos 30 anos, havendo se tornado objeto de estudos acadêmicos desde a década de 1980. O presente trabalho pretende analisar a Coleção Currupaco, da Editora Scipione, como um paradidático que aborda explicitamente um conteúdo curricular de Língua Portuguesa, objeto ainda não investigado no campo das produções culturais impressas para crianças no universo escolar. Através do estudo da Coleção Currupaco, tentamos responder às seguintes questões: que fórmula editorial é esta denominada paradidático de Língua Portuguesa e que tematiza um conteúdo gramatical? Como ela é? Quando surgiu? Quais estratégias editoriais são utilizadas para conquistar o leitor? Quais intenções? parecem nortear tal fórmula editorial?

Palavras-chave: não especificado