TCC e Iniciação Científica

Afetividade e o Ensino de Matemática

Autor: Valéria de Araújo Lima

Orientação: Sérgio Antônio da Silva Leite   Data da conclusão: 2014

Resumo: Este trabalho busca compreender um dos aspectos da complexa realidade educacional: a mediação pedagógica. Toma-se como aporte teórico a concepção histórico-cultural, que concebe o ser humano como ser monista, não cindido entre razão e emoção, e como ser cultural, fundamentalmente constituído nas e pelas relações sociais, as quais sempre são mediadas por sistemas simbólicos. Admite-se, assim, que o processo de apropriação do conhecimento pelos alunos é mediado, sendo o principal agente mediador o professor. Contudo, as relações que se estabelecem nesse processo não tem apenas caráter cognitivo, mas, também, forte componente afetivo. Esta dimensão pode produzir movimentos em dupla direção: sendo positivo, colabora para a aproximação do aluno com o conhecimento, mas, sendo negativo, produz o movimento de afastamento do mesmo. Neste sentido, buscou-se identificar aspectos de uma prática pedagógica que podem ser considerados facilitadores do processo de aproximação afetiva entre o aluno e os conteúdos de um campo específico do conhecimento: a matemática. Para isso, foi feita a observação da prática pedagógica de um professor de matemática em uma turma de primeiro ano do Ensino Médio, além de entrevistas com o professor e alguns dos alunos, realizadas após cada sessão de observação. A partir do material coletado, foram criados núcleos temáticos com o intuito de reproduzir todos os aspectos identificados nos dados que possam ser interpretados como fatores de natureza afetiva e que, portanto, produzem impactos positivos ou negativos. Com isso demonstrou-se que as relações que se estabelecem entre sujeito (aluno) e objeto (conhecimento) são determinadas basicamente pela mediação do professor, sendo que tais relações são, também, de natureza afetiva. Dsiponível: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000943946&opt=4

Palavras-chave: mediação pedagógica, afetividade, ensino de matemática, aprendizagem


O processo de constituição de uma professora considerada inesquecível

Autor: Patrícia Fracetto

Orientação: Sérgio Antônio da Silva Leite   Data da conclusão: 2017

Resumo: A presente pesquisa tem por objetivo analisar os mediadores do processo de constituição de uma professora considerada de sucesso por seus alunos e pares. Pretende-se identificar e descrever tais mediadores, bem como suas práticas pedagógicas. Esta pesquisa visa contemplar a seguinte pergunta: como se constitui, e quais as práticas de uma professora, considerada como uma agente que, além de proporcionar experiências relacionadas à apropriação dos saberes, também aproxima os alunos de forma afetivamente positiva dos conteúdos? A escolha deste sujeito foi intencional e ocorreu a partir de experiências anteriores vivenciadas com a professora em questão. Ela foi a professora responsável por coordenar um Projeto de Ciências, (LEITE & FRACETTO, 2016) que teve como objetivo orientar pesquisas científicas no Ensino Fundamental II; ademais, através de vivências de escola e de estágio da pesquisadora, foi possível perceber, por meio de posturas e discursos, que a mesma é reconhecida, pela comunidade escolar, como uma excelente professora, além de desenvolver práticas pedagógicas com ênfase nos conteúdos de Ciências. Utiliza-se a abordagem metodológica qualitativa, subsidiada pelos autores Lüdke & André (1986) e Bodgan & Biklen (1997), e o procedimento de coleta de dados conhecido como “entrevistas recorrentes”, caracterizado por Zanelli (1992) e Leite & Colombo (2006). É neste contexto que esta pesquisa tem como intuito expor o processo de constituição de uma profissional da educação, à luz da Teoria Histórico-Cultural de Vygotsky (1996, 1998a, 1998b, 1999, 2001, 2005), da Teoria Psicogenética de Wallon (1968, 1979, 1995), dos estudos de Leite (2002, 2005, 2006, 2012), e Fernandes (2014). Conclui-se que os núcleos e subnúcleos elaborados representam os fatores de significação que podem estar relacionados com o processo de formação da referida professora, permitindo relacionar sua constituição com a história dos impactos subjetivos de suas vivências, realizando, também, uma breve descrição de suas práticas pedagógicas. Espera-se, assim, que este trabalho possa ser utilizado para contribuir com pesquisas que visem compreender o universo de significações da formação de professores, e que também auxilie na construção de subsídios que possam ser utilizados para a melhoria das relações de ensino, ressaltando a gestão escolar, a partir dos trabalhos de Sander (2007) e Garcia (1981), e as políticas públicas como imprescindíveis para este processo (FREITAS, 2012) Disponível: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000978560&opt=1

Palavras-chave: formação de professores, afetividade, mediação


Afetividade e constituição do leitor: histórias de mediação vivenciadas por sujeitos universitários

Autor: Isabela Ramalho Orlando

Orientação: Sergio Antonio da Silva Leite   Data da conclusão: 2016

Resumo: A presente pesquisa teve por objetivo descrever e analisar o processo de constituição de leitores, com sujeitos universitários, focando os impactos afetivos das situações de mediação entre sujeitos e as práticas de leitura. A pesquisa foi realizada com estudantes nos anos iniciais da graduação de uma universidade pública do interior de São Paulo. Os sujeitos eram estudantes de diferentes áreas do conhecimento, caracterizados como leitores autônomos. Entende-se por leitor autônomo aquele sujeito que lê por iniciativa própria, o que sugere que a leitura literária represente uma atividade intrinsicamente motivadora. A pesquisa fundamenta-se em teorias da área da Psicologia, principalmente nas ideias de Vygotsky (1998, 2005) e de Wallon (1968, 1979). A coleta de dados foi realizada através do procedimento de Entrevistas Recorrentes sendo que os estes foram agrupados em núcleos de significação. Posteriormente, tais núcleos foram analisados e discutidos com base na abordagem teórica assumida. Os resultados reforçam a importância da mediação e de seus impactos afetivos na constituição desses sujeitos como leitores, detalhando-se a história de mediações concretamente vivenciadas ao longo de suas vidas. Disponível: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000974751&opt=4

Palavras-chave: leitura, mediação, constituição de leitores


Um estudo da leitura como temática nos resumos das teses de doutorado e das dissertações de mestrado no Brasil (2000-2005)

Autor: Thaís NogueiraPenido

Orientação: Norma Sandra de Almeida Ferreira   Data da conclusão: 12/2010

Resumo: O presente trabalhe incorpora-se aos estudos ja realizados por FERREIRA (1999, 2001 e 2003) e per MARTINS (1996 - 2000), buscando dar continuidade as pesquisas anteriores. Desta forma tem como objetivo: inventariar, descrever e analisar a produção acadêmica brasileira sobre leitura, tende ec:-me principais fontes de análise os resumos das dissertações de mestrado e das teses de doutorado defendidas principalmente nos programas de pos-graduação em Educação, Psicologia, Letras, Linguistica, Biblioteconomia e Comunicações no período de 1980 a 2005. Este trabalho esta composto por um levantamento bibliografico de teses e dissertações sobre a temática “leitura", defendidas em todas as regiões brasileiras, com respectivas datas das defesas e suas instituições. A produção inventariada esta organizada em graficos e tabelas e apresenta uma listagem com nomes dos autores e orientadores, data e instituição de defesa, título e resumo dos trabalhos, em anexos. O levantamento e organização desta produção procura contribuir para o campo cientifico na tentativa de revelar a amplitude que a temática leitura vem alcançando nos últimos 30 anos, nos cursos de pos-graduação brasileiros e no modo como esta produção se espalha e se diversifica por todo o país.

Palavras-chave: estado da arte; leitura; pós-graduação


Práticas de leitura e escrita na Pedagogia Freinet: um olhar para o processo de alfabetização das crianças pela mediação dos instrumentos pedagógicos freinetianos

Autor: Isabella Tambascia Baldasso

Orientação: Cláudia Beatriz de C. N. Ometto   Data da conclusão: 12/2018

Resumo: Diante do meu interesse na Pedagogia Freinet e no trabalho com leitura e escrita, me propus a pesquisar o processo de alfabetização das crianças através das obras do educador Célestin Freinet (1896-1966). Para tanto, delimitei o seguinte objetivo geral do trabalho a ser realizado: compreender as proposições da pedagogia freinetiana para o trabalho com leitura e escrita, considerando a fase inicial de escolarização das crianças. Para o desenvolvimento da pesquisa, realizaremos uma pesquisa bibliográfica e uma pesquisa de campo. Para a pesquisa bibliográfica, estudaremos as obras de Freinet, principalmente aquelas referentes aos instrumentos pedagógicos para o trabalho com leitura e escrita. Também estudaremos a perspectiva discursiva de alfabetização, e a concepção histórico-cultural da linguagem escrita, que fundamenta tal perspectiva, a fim de estabelecer um diálogo com a proposta freinetiana. Também realizaremos uma pesquisa de campo na Escola Curumim de Campinas, a fim de observar o trabalho com leitura e escrita na fase inicial de escolarização em contexto educacional freinetiano.

Palavras-chave: leitura; escrita; Freinet


A disciplina alfabetização nas matrizes curriculares dos cursos de Pedagogia: análise e sistematização da produção acadêmica

Autor: Samara Soares Peixoto

Orientação: Cláudia Beatriz de C. N. Ometto   Data da conclusão: 08/2019

Resumo: Este projeto de Iniciação Científica está vinculado ao projeto “O trabalho com leitura no ensino fundamental – anos finais:das contribuições de um grupo de pesquisa à formação de professores mediadores de leitura às relações de ensino em salas de leitura escolares”, orientado pela Professora Drª Cláudia Beatriz Ometto, vinculado à linha de pesquisa “Linguagem e Arte em Educação”, do Grupo Alfabetização, Leitura e Escrita/Trabalho Docente na Formação Inicial – ALLE/AULA na faculdade de Educação da Unicamp. Esse projeto busca compreender como a formação dos professores das salas de leitura vai se consolidando nas reuniões com o grupo de pesquisadores e, ao mesmo tempo, compreender aspectos relativos à formação de leitores na escola básica e às práticas de leitura possibilitadas pelos professores aos alunos do ensino fundamental.

Palavras-chave: Leitura; Formação de professores; Alfabetização; Trabalho com a linguagem.


Estudos sobre a aquisição da escrita pelos alunos do Ensino Fundamental

Autor: Laís Frediani Séspedes

Orientação: Cláudia Beatriz de Castro Nascimento Ometto   Data da conclusão: 12/2018

Resumo: Esse TCC se insere em um projeto mais amplo, coordenado pela professora orientadora do presente trabalho. Trata-se uma pesquisa financiada pelo CNPq que busca compreender aspectos relativos ao trabalho a favor da formação de leitores na escola básica. Destaca-se a vinculação à linha “Linguagem e Arte em Educação”, do Grupo Alfabetização, Leitura, Escrita e Trabalho Docente na Formação Inicial de Professores – ALLE-AULA da Universidade Estadual de Campinas, cadastrado no Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq. Meu objetivo, portanto, utilizando como referencial teórico a abordagem histórico-cultural de Vygotsky, será realizar um estudo de cunho bibliográfico e, para tal, selecionamos Trabalhos de Conclusão de Curso da Faculdade de Educação da Unicamp a fim de: 1. Inventariar as produções de alunos concluintes da licenciatura em Pedagogia, disponíveis no Repositório da Biblioteca Digital da Unicamp – no período de junho/julho/2018 -, no que diz respeito a temática Alfabetização, organizando-a cronologicamente pela data de conclusão dos trabalhos; 2. Indagar pelos modos como essa produção tem sido discutida ao longo do tempo, quanto às ênfases ou ausências de determinados objetos de interesse, escolhas teóricas e metodológicas, aspectos que se mantêm, se alteram, desaparecem, emergem e/ou são colocados com outras matizes e nuances ao longo do tempo.

Palavras-chave: aquisição da escrita; abordagem histórico-cultural; análise de TCCs; Alfabetização.


As mulheres de Carolina Maria de Jesus, Lygia Fagundes Telles e Hilda Hilst.

Autor: Flávia Poliana Serafim Alves

Data da conclusão: julho 2018

Resumo: A pesquisa de IC/ Pibic/Unicamp teve como propósitos: 1. Conhecer o itinerário pessoal, intelectual e literário de três escritoras brasileiras, Carolina Maria de Jesus, Lygia Fagundes Telles e Hilda Hilst; 2: interrogar as imagens de mulheres possíveis de serem inferidas em suas obras Quarto de Despejo: diário de uma favelada ; As Meninas; A obscena Senhora D, respectivamente. Em um primeiro momento foi feito um levantamento sobre estudos acadêmicos e biográficos já construídos sobre essas autoras e sua produção, em bancos de dados digitais. Em um segundo, de cunho exploratório, foi realizada análise, buscando delinear os modos como as escritoras constroem suas visões sobre as mulheres-protagonistas de suas obras. Foram elaboradas imagens distintas que contribuem no campo das representações para além daquelas já cantadas em versos e prosa, já mais ou menos estereotipadas no papel e nas relações familiares, sociais, culturais que as mulheres conquistaram nas distintas sociedades, de seu tempo.

Palavras-chave: Carolina Maria de Jesus, Lygia Fagundes Telles, Hilda Hilst.


As letras que ensinam, encantam, “viram gente”

Autor: Juliana Pinto Campagnoli

Data da conclusão: julho 2017

Resumo: A pesquisa teve como objetivos: 1.identificar autores e obras caracterizadas como literatura infantil ou literatura infantil e juvenil que tematizam a apresentação do alfabeto para as crianças, na produção editorial brasileira; 2. conhecer o volume dessa produção em sua diversidade de autores, de datas de primeira publicação e de reedições das obras; de editoras responsáveis por sua publicação; de projetos editoriais. Em um primeiro momento o estudo teve o enfoque inventariante e bibliográfico para composição do corpus de análise e para situar tal trabalho no debate acadêmico sobre o tema. Em um segundo momento de cunho exploratório, a análise interrogou como determinadas obras concretizam o binômio “aprender o alfabeto e apreciar literatura” em uma configuração composicional que prevê uma prática de leitura prazerosa e divertida. Este trabalho integra-se à pesquisa denominada Estudos sobre livros escolares e de literatura para jovens leitores, coordenada pela professora Norma Sandra de Almeida Ferreira, que indaga sobre as formas e concepções que os objetos de leitura assumem culturalmente em seus suportes de textos, na perspectiva da História Cultural, especialmente os estudos realizados por Roger Chartier. Iniciação Científica - PIBIC-CNPq Unicamp, julho 2016-julho 2017

Palavras-chave: literatura infantil, alfabetização, alfabeto


Estudos sobre a perspectiva discursiva no processo inicial de aquisição da língua escrita

Autor: Adriana Taffarello

Data da conclusão: 13/12/2016

Resumo: Este Trabalho de Conclusão de Curso contempla um levantamento bibliográfico sobre alfabetização com base nos estudos de Soares (1989); Soares e Maciel (2000), Mortatti, Oliveira e Pasquim (2014) e Oriani (2008). Também apresenta um levantamento bibliográfico sobre a perspectiva discursiva de alfabetização, a fim de observar o que é produzido no Brasil a respeito do tema. Para isso, selecionou-se Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC), Dissertações de Mestrado, Teses de Doutorado e artigos publicados em diferentes periódicos nacionais no período de 1995 a 2015, utilizando para isso os seguintes bancos de dados virtuais: SciELO (Scientific Electronic Library Online), BDTD (Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações), SBU (Sistema de Bibliotecas Unificadas - UNICAMP), Acervo Digital da UNESP (UNESP), Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade de São Paulo (SIBI) e repositório de produção científica do CRUESP (Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas). Neste processo de levantamento, encontramos a Tese de Doutorado da autora Ana Luiza Bustamante Smolka, intitulada “A alfabetização como processo discursivo”, publicada em 1987, que apesar de ser anterior a 1995, foi selecionada para o corpus por ser considerada precursora nos estudos sobre a dimensão discursiva na aquisição de linguagem. Pela importância da mesma para o campo da discursividade, trazemos ainda nesta pesquisa um estudo cuidadoso sobre a Tese “A alfabetização como processo discursivo” (Smolka, 1987). Por último, incorpora-se a este trabalho uma entrevista com Smolka, realizada em novembro de 2016.

Palavras-chave: Palavras-chave: alfabetização, discursividade, levantamento bibliográfico, Smolka.