Teses e Dissertações


Memórias de leitura: A constituição do leitor escolar

Dissertação
Autor: Lilian Montibeller Silva
Orientador: Sérgio Antonio da Silva Leite
Data da Defesa: 20/12/2005
Resumo não disponível

Palavras-chave: não especificado


OS PROFESSORES LEITORES DOS LIVROS DE AUTO-AJUDA PARA CRIANÇAS

Dissertação
Autor: Melissa Cristina Correa Asbahr
Orientador: Norma Sandra de Almeida Ferreira
Data da Defesa: 28/02/2005
Resumo: Partindo da identificação dos livros de auto-ajuda para crianças junto ao mercado editorial (ASBAHR, 2001), nesta dissertação, financiada pela FAPESP, centramo-nos no estudo dos leitores desses livros.

Palavras-chave: não especificado


ENTRE CAIXAS DE PANDORA, CANASTRAS DE EMÍLIA E BOLSAS AMARELAS: MEMÓRIAS DE LEITURA

Dissertação
Autor: Luciana Fernandes Ribeiro
Orientador: Norma Sandra de Almeida Ferreira
Data da Defesa: 30/08/2004
Resumo: O trabalho em questão procura investigar pistas sobre a experiência de leitura vivida por crianças de quarta-série do Ensino Fundamental I, tomando como fonte de pesquisa o relato de suas memórias. Estas tiveram como "suporte" caixas individuais onde cada criança depositou objetos, brinquedos, roupas, textos e livros que revelavam suas histórias e que foram explicitadas em apresentações também individuais no ambiente escolar. O foco de pesquisa se direciona para os momentos desses relatos ( registrados em vídeo) em que aparecem os livros e os comentários sobre leitura, assim como a menção aos outros sujeitos que participaram desses percursos das crianças leitoras. Para o exercício de análise dessas fontes toma-se como referencial teórico a perspectiva histórico-cultural, destacando os seguintes autores : Chartier, Vygotisky, George Duby, Michel de Certeau

Palavras-chave: não especificado


O TEXTO ARGUMENTATIVO POR CRIANÇAS DA QUARTA SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL

Dissertação
Autor: Ana Marisa de Campos Vallim Correa
Orientador: Sérgio Antonio da Silva Leite
Data da Defesa: 17/02/2004
Resumo: Esta pesquisa investigou o desenvolvimento do texto argumentativo escrito de crianças da 4' série de uma escola pública, a partir de condições pedagógicas favoráveis no ambiente de sala de aula. O estudo justifica-se devido à escassez, em nosso meio, de trabalhos lingüísticos na área voltados às crianças das séries iniciais do Ensino Fundamental. Tal pesquisa insere-se num contexto de ensino do texto na Língua Portuguesa que valorize a dimensão discursiva e pragmática da língua escrita, ou seja, que considere os usos sociais - orais e escritos - da língua escrita na sociedade. O grupo de sujeitos produziu textos argumentativos em três momentos distintos de produção. Após a primeira produção escrita, os sujeitos foram submetidos a vinte sessões de lh30m cada, nas quais foram proporcionadas condições pedagógicas favoráveis à emergência do texto argumentativo com base em pesquisas anteriores. A análise dos resultados mostrou que as sessões de atividades pedagógicas proporcionaram um progresso significativo nos textos argumentativos das segunda e terceira produções escritas, com ênfase na justificação e em alguns recursos de negociação. Tais resultados confirmam estudos anteriores de que a produção textual está intrinsecamente relacionada com as condições pedagógicas oferecidas em sala de aula.

Palavras-chave: não especificado


ENTRE LOUÇAS, PIANOS, LIVROS E IMPRESSOS : A CASA LIVRO AZUL: 1876-1958

Dissertação
Autor: Maria Lygia Cardoso Kopke Santos
Orientador: Norma Sandra de Almeida Ferreira
Ano da Defesa: 2004
Resumo: A partir do estudo das propagandas publicadas pela CASA DO LIVRO AZUL nos principais jornais de Campinas, da leitura dos Memoriais Comemorativos de Aniversário publicados por seus proprietários e de depoimentos de antigos freqüentadores e descendentes, procura-se analisar como esta loja anunciava seus produtos e mercadorias para uma sociedade que se iniciava no mundo escriturístico e ainda estava pouco familiarizada com uma tipografia, papelaria e livraria locais. Busca-se também, observar com a escrita e seus suportes vão se diversificando e penetrando numa sociedade que se moderniza e profissionaliza e como os anúncios podem ser indicadores de uma construção e permanência de uma certa consciência tipográfica de uma comunidade de consumidores que parece Ter desaparecido para nós, quando os materiais tornam-se objetos familiares, espalhados pelo nosso cotidiano doméstico e profissional, prontamente e de maneira fácil, adquiridos em qualquer canto da cidade.

Palavras-chave: não especificado


LIVROS PARADIDÁTICOS DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA CRIANÇAS

Dissertação
Autor: Elizabete Amorim de Almeida Melo
Orientador: Norma Sandra de Almeida Ferreira
Ano da Defesa: 2004
Resumo: Os livros paradidáticos têm se constituído como uma produção bastante rendosa no mercado editorial nos últimos 30 anos, havendo se tornado objeto de estudos acadêmicos desde a década de 1980. O presente trabalho pretende analisar a Coleção Currupaco, da Editora Scipione, como um paradidático que aborda explicitamente um conteúdo curricular de Língua Portuguesa, objeto ainda não investigado no campo das produções culturais impressas para crianças no universo escolar. Através do estudo da Coleção Currupaco, tentamos responder às seguintes questões: que fórmula editorial é esta denominada paradidático de Língua Portuguesa e que tematiza um conteúdo gramatical? Como ela é? Quando surgiu? Quais estratégias editoriais são utilizadas para conquistar o leitor? Quais intenções? parecem nortear tal fórmula editorial?

Palavras-chave: não especificado


PARA UMA MEMÓRIA DA LEITURA: A FOTONOVELA E SEUS LEITORES

Tese
Autor: Isabel Silva Sampaio
Orientador: Lilian Lopes Martin da Silva
Ano da Defesa: 2004
Resumo: No segundo semestre de 1970, as revistas que publicavam fotonovelas no Brasil ocupavam o segundo lugar em tiragem e circulação, entre todos os títulos de revistas em circulação naquele momento, perdendo apenas para os quadrinhos infantis: somadas as tiragens de todas as revistas de fotonovela da época, as cifras mensais ultrapassavam um milhão de exemplares. A partir da constatação da existência de poucos trabalhos acadêmicos a respeito da fotonovela, este trabalho propõe-se a investigar o tema sob a perspectiva teórica da História Cultural, com o objetivo de reconstruir uma parte da história desse impresso e produzir uma determinada memória da leitura de fotonovelas, tendo como foco o leitor e a leitora e suas lembranças pessoais das práticas de leitura que caracterizavam a apropriação da fotonovela. 

Palavras-chave: não especificado


Produção de sentidos e processos inferenciais: um estudo da compreensão leitora de alunos do 3º ano do ensino fundamental

Tese
Autor: Ana Cláudia de Sousa Rodrigues
Orientador: Sérgio Antonio da Silva Leite
Ano da Defesa: 2004
Este estudo tem como objetivo investigar a produção de sentidos e processos inferenciais, a partir da leitura de textos narrativos, por alunos do 3º Ano do Ciclo I ¿ Ensino Fundamental I, em uma escola da Rede Municipal de Campinas. Foram selecionados três alunos do último ano do ciclo de alfabetização e analisadas as inferências produzidas por eles - de base textual, base contextual e sem base textual e contextual - segundo o modelo teórico proposto por Marcuschi (2008). Buscou-se relacionar, as inferências produzidas pelos mesmos com as conexões feitas no seu contexto social e escolar. Partiu-se do pressuposto que ler é inferir, sendo que a compreensão leitora está diretamente relacionada com a capacidade de produção de inferências, considerando a situação imediata em que ocorre a leitura e a contextualização cognitiva atreladas à organização dos conhecimentos e experiências pessoais. A coleta de dados baseou-se em sessões de leitura, em que foram utilizados 3 textos distintos, todos lendas da cultura popular brasileira: texto 1- "Dança do Arco-íris"; texto 2 - "A origem do Oiapoque"; texto 3 - "Romãozinho". Cada sujeito selecionado participou de duas sessões de leitura de cada um dos textos. A cada leitura, o sujeito leu em voz alta, em seguida elaborou comentários orais sobre o texto, com ou sem intervenção da pesquisadora. Foram realizadas18 sessões de leitura, todas viodeogravadas e transcritas. A partir desse material, foram identificados e analisados os tipos de inferências produzidas pelos sujeitos, sendo tais inferências cotejadas com as experiências vivenciadas pelos alunos nos primeiros anos de escolarização do ensino fundamental, em que se destacaram trabalhos com projetos interdisciplinares, como Sacola, Roda da Leitura e Festival Literário.).Verificou-se, nas inferências produzidas pelos sujeitos pesquisados, que o investimento, realizado pela professora, em práticas pedagógicas que prezam pela formação literária dos alunos contribuiu com processo de compreensão leitora, além da formação de leitores engajados e proficientes

Palavras-chave: leitura; compreensão leitora; inferência; ensino fundamental


SOBRE A(S) LEITURA(S) DOS MÉTODOS MUSICAIS : DA MIMESE AO ESTILO

Tese
Autor: Leonel Maciel Filho
Orientador: Ezequiel Theodoro da Silva
Ano da Defesa: 2004
Resumo: Ao comparar os métodos musicais A Escola de Música (Thomas Robinson, 1603) e A Técnica do Clarinete (Frederick Thurston, 1978) foi possível verificar poucas mudanças entre as duas obras. A pesquisa procura problematizar a noção de leitura que vem permeando a elaboração dos métodos musicais e a relação estabelecida entre os sujeitos-leitores (alunos e professores) e o objeto (métodos musicais) no processo de aprendizagem. Procurando repensar o leitor, o texto e o ato da leitura, esta pesquisa poderá gerar uma visão crítica do processo de ensino-aprendizagem da leitura, não somente no ensino musical mas em todas as áreas onde a relação sujeito-objeto é mediada por uma obra humana.

Palavras-chave: não especificado


IMAGENS, ESCOLA E LEITURA: ENCONTRO MARCADO

Dissertação
Autor: Alexsandra Jane Andrade Neves
Orientador: Norma Sandra de Almeida Ferreira
Ano da Defesa: 2003
Resumo não disponível.

Palavras-chave: não especificado