Teses e Dissertações


ENTRE PRÁTICAS E REPRESENTAÇÕES : UM ESTUDO SOBRE ASPECTOS DA LEITURA NA UNIVERSIDADE

Dissertação
Autor: Carlos Humberto Alves Corrêa
Orientador: Lilian Lopes Martin da Silva
Ano da Defesa: 1999
Resumo: O presente trabalho pretende investigar alguns aspectos da leitura dos alunos ingressantes no Curso de Pedagogia da Universidade Federal do Amazonas. Para isto, lanço mão de alguns elementos teórico-metodológicos propostos por estudos ligados à história cultural que me inspiram a falar da leitura como uma prática plural e que, por isso, pode ser compreendida nas suas variações, nas suas diferenças e nos seus contrastes. Esta compreensão mais alargada do fenômeno foi fundamental não apenas no processo de ressignificação de minha posição frente à leitura, como também no delineamento de uma rota de investigação que, apoiada nas idéias de Chartier (1990, 1991, 1994), tenta tematizá-la no interior de uma tensão que envolve os seus dois campos de pulsação: o da produção e o da recepção. Dentro desta perspectiva, estou considerando que, no espaço da universidade, a tensão entre dois pólos da leitura se presentifica nas distâncias e proximidades que existem entre as leituras pretendidas e imaginadas pelos professores e aquelas efetivamente praticadas pelos leitores. No pólo da produção, os professores agenciam uma série de operações que, baseadas em certas imagens de leitura e de leitores, visam à efetivação de determinados modos de ler os textos que eles propõem. Em contrapartida, no pólo da recepção, os leitores se apropriam dos textos e, valendo-se de uma certa liberdade, acabam muitas vezes realizando leituras que fogem àquelas que foram imaginadas, previstas e desejadas no pólo da produção. Deste modo, percorro depoimentos de professores e alunos, textos e planos de ensino na tentativa de me aproximar destes dois pólos, a fim de inventariar o universo das leituras previstas e organizadas por um certo grupo de professores para um certo grupo de alunos dentro de um certo tempo, e, ao mesmo tempo, de mapear o universo de leituras realizadas/praticadas pelos alunos.

Palavras-chave: não especificado


HISTÓRIAS DE LEITURA EM NARRATIVA DE PROFESSORES : UMA ALTERNATIVA DE FORMAÇÃO

Tese
Autor: Ana Alcídia de Araújo Moraes
Orientador: Ezequiel Theodoro da Silva
Ano da Defesa: 1999
Resumo: Este trabalho se inscreve no entrecruzamento de três eixos temáticos: leitura, formação de pofessores e narrativas de formação. No eixo da leitura, acerco-me, principalmente, de autores como Chartier (1990, 1991, 1994), Darnton (1996), Abreu (1996) e Moysés (1995) – os quais procuram dar visibilidade a leitores e práticas de leituras antes não consideradas/desvalorizadas pelos estudos desenvolvidos nessa área. No âmbito da formação de professores, amparo-me nos estudos desenvolvidos por Nóvoa (1991, 1992), Huberman (1992), Goodson (1992) e Perrenoud (1993), entre outros, tendo em vista que os mesmos propõem uma série de experiências e reflexões que auxiliam a pensar novas alternativas para a formação docente. Quanto ao eixo temático relacionado às narrativas de formação, lanço mão das contribuições de Chené (1988), Finger (1988), Dominicé (1988), Conelly e Clandinin (1995), Cunha (1996) e Kramer (1993, 1994, 1996) entre outros, uma vez que fornecem o suporte necessário para o uso das narrativas como um caminho metodológico que pode servir, ao mesmo tempo, como alternativa de investigação e de formação. O diálogo entre esses três campos temáticos possibilitou a reunião de argumentos nos quais se apóia e se justifica essa investigação, de caráter exploratório, que busca, junto a quatro professoras da cidade de Parintins-AM, dar visibilidade às suas histórias de leitura, procurando reconhecer as práticas e representações de leitura que as constituíram como leitoras. As informações recolhidas através das narrativas dessas quatro professoras se configuram como contra-palavras aos discursos que representam os professores como não-leitores, bem como aos modos negativos de as próprias professoras se auto-representarem no início da pesquisa.

Palavras-chave: não especificado


O PSICÓLOGO E A PROMOÇÃO DE SAÚDE NA EDUCAÇÃO

Tese
Autor: Maria de Lourdes Jeffery Contini
Orientador: Sérgio Antonio da Silva Leite
Ano da Defesa: 1998
Resumo: A presente pesquisa discute a atuação do psicólogo na Educação, na perspectiva da promoção da Saúde. Os dados foram coletados através de entrevistas recorrentes realizadas com profissionais que, na época, atuavam em Educação. A análise possibilitou identificar e discutir as principais características do trabalho do psicólogo na Educação, na perspectiva da promoção da saúde.

Palavras-chave: não especificado